Home
Sede
Sítio
Quem Somos
Cadastre-se
Fale conosco

Jardins Curativos

Todos os jardins são por natureza curativos! No entanto, alguns possuem um poder maior de nos ajudar a relaxar e regenerar as forças nossas forças vitais. Esta força curativa encontra-se tanto na qualidade das plantas e dos animais que neles habitam, quanto na intenção daqueles que cuidam destes jardins.

Sob a orientação e cuidados de Peter Webb, os jardins do Sítio Vida de Clara Luz seguem os princípios básicos da Permacultura onde plantas, flores, ervas, frutos, insetos, pássaros e pessoas estão harmonicamente interelacionados de acordo com suas necessidades e habilidades naturais. Desta forma, eles interagem uns com os outros numa contínua cooperação que os permite manter seus ciclos de vida e morte ativos.

Desde 2002, antigos jardins e pastos abandonados (dominados pela branquearia e pelo capim gordura) vêm sendo gradualmente recuperados graças à dedicação contínua daqueles que participam dos Dias de Plantio Coletivo e pelos responsáveis em sua manutenção. Sem falar da preciosa contribuição gerada pelo clima e por todos os pássaros, borboletas e insetos que mantêm ativa sua dinâmica de crescimento e expansão.

Um jardim torna-se curativo devido à diversidade das plantas, flores, frutos e ervas que o compõem: suas cores, formas, aromas e sabores despertam em nós o desejo natural de interagir com o mundo a nossa volta. Inspirados em tocar, cheirar e saborear a natureza ao nosso redor nos abrimos para sentir prazer e, mesmo sem nos darmos conta, relaxamos. Livres da agitação urbana que nos pressiona diante do tempo, nossa mente naturalmente desacelera para apreciar a beleza ao nosso redor. Quando os pensamentos se acalmam, ganhamos uma nova perspectiva para nossos problemas e preocupações.

Na cidade, nos desconectamos de nós mesmos a medida em que nos tornamos pessoas excessivamente mentais. Somos raramente estimulados a nos conscientizar de nossos padrões emocionais, de nossos sentimentos e sensações físicas. O ritmo acelerado, o excesso de luzes e a intensa poluição visual e sonora nos atraem constantemente para o mundo exterior. Sem o contato interno, facilmente nos tornamos presas fáceis dos conflitos imediatos e nos afastamos dos propósitos maiores que tornam nossa vida significativa.

Mas quando estamos num jardim curativo, devido a sua vibração positiva, somos capazes de abrir tanto nossa mente como nosso coração. Desta forma, estamos mais disponíveis para lidar tanto com o mundo interior como o exterior, nossas decisões tornam-se equilibradas e coerentes, e o desejo de viver é regenerado.

Assim como explica Lama Gangchen Rinpoche: "Todos os lugares conectados à sua vida tornaram-se mais tarde ´lugares sagrados` devido à sua vibração positiva. Não é preciso ter fé para receber os benefícios e a energia positiva dos lugares sagrados, é preciso apenas ter uma mente aberta. Conheço muitas pessoas que não se consideram religiosas, mas se sentiram muito melhor e mais em paz nos lugares sagrados. Isso ocorre porque a mente natural e os elementos internos relaxam (NgalSo), o que faz com que as energias de vida e de cristal puro regenerem-se. Hoje em dia, quando as pessoas tiram férias, geralmente vão à praia ou para as montanhas relaxar, não fazer nada e absorver as energias elementais da natureza." (1)

(1)T.Y.S Lama Gangchen Fazendo as Pazes com o Meio Ambiente Editado pelo Centro de Dharma da Paz Shi De Choe Tsog, São Paulo, 1999.

Vida de Clara Luz - Sede Rua Aimberê, 2008 - Perdizes - contato@vidadeclaraluz.com.br