Home
Sede
Sítio
Quem Somos
Cadastre-se
Fale conosco

As Estátuas Sagradas de Borobudur

Lama Michel fala sobre as estátuas de Borobudur (clique aqui)

 

A Stupa de Borobudur foi construída há 1300 anos, quando o Budismo Mahayana-Vajrayana florescia na ilha de Java.
No século XIII, Dipamkara Atisha, o grande mestre indiano responsável pelo reaparecimento do Budismo no Tibete, foi à Indonésia para receber ensinamentos especiais sobre a Bodhichitta, a mente compassiva, com o grande mestre indonésio Lama Serlingpa, levando-os depois para a Índia e para o Tibete e, mais tarde, chegaram ao Ocidente. É por essa razão que os ensinamentos do Budismo Tibetano se adaptam perfeitamente à Mandala de Borobudur.

O Mandala da Stupa de Borobudur não apenas é o maior monumento budista ainda existente, como também é um documento vivo da história do Budismo. Agora sob proteção da UNESCO, foi declarado Patrimônio da Humanidade. Embora localizado em um país totalmente islâmico é visitado todos os anos por milhares de pessoas de diferentes crenças e nacionalidades que admiram sua arquitetura e beleza artística e por aqueles que acreditam em seu poder de cura.

Foi em Borobudur que Lama Gangchen inspirou-se para criar a Prática de Autocura Tântrica NgalSo, tornando, assim, estes ensinamentos milenares acessíveis a todos nós do século 21.

Esta prática foi feita pela primeira vez em 1993 na frente da Stupa de Borobudur e desde então vem sendo realizada por inúmeras pessoas. Todos os anos, Lama Gangchen visita Borobudur com seus amigos e praticantes. No ano novo de 2000, juntos, acenderam 100.000 velas dedicadas à paz mundial.

Os budistas não idolatram imagens! As estátuas de Borobudur nos recordam as qualidades internas que queremos desenvolver para despertar a paz dentro de nós, a única base sólida para a paz mundial. Portanto, não é preciso ser budista para receber suas bênçãos. O importante é nos concentramos nas qualidades internas que queremos desenvolver e que são representadas por estas estátuas.

Alguns anos, em uma de suas peregrinações anuais a Borobudur, Lama Gangchen foi visitar um artesão que fazia estátuas iguais às originais. Vendo que se tratava de um grande artista, encomendou dois conjuntos de oito estátuas, enviando um ao Monastério de Gangchen, no Tibete, e outro para o Centro de Meditação de Albagnano, na Itália. Atendendo ao pedido de Lama Gangchen, em março de 2002, um outro conjunto de estátuas chegou ao Sítio Vida de Clara Luz, trazendo sua energia curativa.

Naquela época, Lama Gangchen nos escreveu: "Alegro-me com a chegada das estátuas de Buddha ao Sítio Vida de Clara Luz, no Brasil. Procedentes de Borobudur, Indonésia, são réplicas dos cinco Dhyani Buddhas vistos na antiga stupa de Borobudur, situada no centro de Java. Datados do séc. 8, cada um dos Buddhas representa um aspecto específico de nossa natureza iluminada, ou seja, o potencial puro de nossas mentes, livres de quaisquer estados mentais negativos habituais, como a ignorância. Há mais de dois mil anos, Buddha refletiu profundamente sobre a natureza da existência humana e do sofrimento pelo qual passa cada ser vivo - nascer, envelhecer, adoecer e morrer. Ele encontrou respostas que mostram o caminho para a libertação e cura da dor e do sofrimento, seguido por milhares que atingiram a libertação. Até hoje, praticantes ou não-praticantes de um caminho espiritual encontram cura e paz seguindo a ciência interior da mensagem de Buddha".

Lama Michel nos explicou: "O budismo tem várias maneiras de abençoar: um ser que abençoa um lugar, um lugar que abençoa um ser ou um ser que abençoa outro ser. O Mandala de Borobudur foi abençoado por muitos seres sagrados e grandes praticantes, e por isso tem a característica de abençoar todos que a visitam. Da mesma forma, as estátuas que vieram de Borobudur trazem essas bênçãos para a terra do Brasil e àqueles que nela vivem".

As estátuas são:

O Mandala da Paz Borobudur
O Buddha da Compaixão - Tchenrezig
A Stupa de Borobudur

Os Cinco Dhyani Buddhas, os Buddhas Curadores: Clique aqui para saber mais

Buddha Amoghasiddhi - com o mudra (gesto) do Esforço Entusiástico.
Buddha Ratnasambhava - com o mudra da Generosidade.
Buddha Akshobya - com o mudra da Paciência.
Buddha Amitabha - com o mudra da Concentração.
Buddha Vairochana - com o mudra da Sabedoria.

Para visitar as estátuas é preciso aguardar um dia de evento no Sítio Vida de Clara Luz.

Vida de Clara Luz - Sede Rua Aimberê, 2008 - Perdizes - contato@vidadeclaraluz.com.br